9 de janeiro de 2010

Cristo na fila

Agrada-me ver Cristo na fila dos humanos a caminho do Baptismo.
Ele que é sem pecado, quis solidarizar-se connosco.

Belíssima forma de entrar no tempo do Advento. Com Cristo a dizer-nos que há sempre uma hipótese para quem não se fecha em si mesmo e permite Deus na sua vida.

No Baptismo de Jesus - revelação que o Pai faz do Filho muito amado - sintamo-nos filhos amados de Deus  a partir do nosso Baptismo.

(Na próxima semana estarei num Congresso Internacional sobre o Presbítero, em Braga. Não prometo vir cá todos os dias, mas passarei e não se verão assim livres de mim).

até breve
boa entrada no tempo comum.

uma sugestão de refexão sobre a liturgia deste domingo

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...