16 de dezembro de 2010

19.º dia da Caminhada de Advento: Alegra-te


Sintonizando a mente e o coração:
Vós estais perto, Senhor; a vossa palavra é caminho da verdade.
São firmes todos os vossos mandamentos.
Vós existis desde toda a eternidade.
(cf. Salmo 118, 151-152)

Escuta o que te diz o Senhor por Isaías: 
«Alegra-te, ó estéril, que não tiveste filhos, solta brados de alegria e de júbilo, tu que não sentistes as dores da maternidade.
Porque são mais numerosos os filhos da abandonada do que os filhos da esposa», diz o Senhor.
Alarga o espaço da tua tenda, sem olhar a despesas, estende sem medo as cortinas das tuas moradas; alonga as cordas, reforça as estacas, porque vais expandir-te para a direita e para a esquerda: a tua descendência conquistará as nações e povoará as cidades abandonadas.
Não temas, porque não serás confundida, não te envergonhes, porque não serás humilhada.
Esquecerás a vergonha da tua juventude e não mais recordarás o opróbrio da tua viuvez.
O teu Criador, Jerusalém, será o teu Esposo e o seu nome é ‘Senhor do Universo’.
O teu Redentor será o Santo de Israel, que se chama ‘Deus de toda a terra’.
Como à mulher abandonada e de alma aflita, o Senhor volta a chamar-te: ‘A esposa da juventude poderá ser repudiada?’ – diz o teu Deus.
Por um momento abandonei-te, mas no meu grande amor volto a chamar-te.
Num acesso de ira, escondi de ti a minha face, mas na minha misericórdia eterna tive compaixão de ti, – diz o Senhor, teu Redentor.
Comigo sucede como no tempo de Noé, quando jurei que as águas do dilúvio não mais invadiriam a terra.
Assim Eu juro não tornar a irritar-Me contra ti, não voltar a ameaçar-te.
Ainda que sejam abaladas as montanhas e vacilem as colinas, a minha misericórdia não te abandonará, a minha aliança de paz não vacilará», – diz o Senhor, compadecido de ti.
(Is 54, 1-10)
 
Pára um pouco e deixa a Palavra ecoar:
Esta é a maneira, simultaneamente bela, encantadora e entusiasta, que o profeta Isaías utiliza para se referir ao futuro de Jerusalém, restaurada depois da sua ruína.
Fazendo uma leitura mais transversal e de conjunto, isto traduz a maneira ainda mais maravilhosa como se pode falar da nova cidade de Deus, que é a Igreja de Jesus Cristo.
Deus ama esta Igreja, une-a a Si como esposa muito amada, com ela firma aliança eterna no Sangue do seu Filho, porque dela tem compaixão.
O Senhor ama sempre com amor eterno. A sua misericórdia faz com que o que aparentemente era morte se mude em vida. Na sociedade actual, no nosso mundo, toca-nos descobrir esse amor de Deus para com os outros, fazendo-nos instrumentos de misericórdia e de solicitude.
Este é o nosso Deus, revelado em Jesus Cristo, o Deus que quer acampar na nossa história, na nossa vida, no nosso coração.


Entra agora em comunicação, em comunhão com o Senhor e reza-lhe sem medo, no íntimo do teu coração:
Deixa um momento as tuas ocupações habituais: entra um instante em ti mesmo, longe do tumulto dos teus pensamentos.
Põe de parte os cuidados que te apoquentam e liberta-te agora das inquietações que te absorvem.
Entrega-te uns momentos a Deus; descansa por algum tempo em sua presença.

Entra no íntimo da tua alma; remove tudo, excepto Deus e o que te possa ajudar a procurá-lO.
Encerra as portas da tua habitação e procura-O no silêncio.
Diz a Deus, de todo o coração: «Procuro o vosso rosto; o vosso rosto, Senhor, eu procuro.»

E agora, Senhor meu Deus, ensinai ao meu coração aonde e como hei-de buscar-Vos, aonde e como poderei encontrar-Vos.

Que fará, altíssimo Senhor, que fará este desterrado, tão longe de Vós?
Que fará este vosso servo, sedento do vosso amor, mas tão longe da vossa presença?
Anela contemplar-Vos, mas o vosso rosto está tão longe dele.
Deseja aproximar-se de Vós, mas a vossa morada é inacessível.
Deseja encontrar-Vos, mas desconhece o vosso rosto.

Olhai, Senhor, para nós; ouvi-nos, iluminai-nos, manifestai-Vos a nós.
Vinde morar connosco e seremos felizes; sem isso, passaremos muito mal.
Tende compaixão dos nossos trabalhos e esforços para Vos alcançar, porque sem Vós nada podemos.

Ensinai-me a procurar-Vos e mostrai-me o vosso rosto; porque não posso procurar-Vos, se não mo ensinais.
Não posso encontrar-Vos, se não Vos mostrais.
Desejando Vos procurarei, e procurando Vos desejarei; amando Vos encontrarei, e encontrando Vos amarei.
(Santo Anselmo)

Amanhã caminhamos com a Sara

Aviso importante para todos:
Acham que podemos continuar a Caminhada nos dias de Natal?
Quem está disposto por favor acuse-se mas procure levar isto a sério....
Podemos e saímos, com certeza, mais ricos desta experiência.
Fico a aguardar respostas.
Continuamos a caminhar em paz!

11 comentários:

  1. Pe. Jac a sua benção,

    Já há alguns dias venho me sentindo um pouco triste e muito sensível.
    E em cada dia dessa caminhada Deus falou pra mim de alguma forma.
    Nesse postagem, já no começo meu coração sentiu uma alegria imensa. "Alegra-te"!
    Se tenho fé, acredito nas promessas de Deus não pode caber tristeza no meu coração.

    A palavara é viva: Ainda que sejam abaladas as montanhas e vacilem as colinas, a minha misericórdia não te abandonará, a minha aliança de paz não vacilará, – diz o Senhor, compadecido de ti. Is 54,10.
    A quem temerei se ele está comigo?

    "Olhai, Senhor, para nós; ouvi-nos, iluminai-nos, manifestai-Vos a nós". Isso me fez lembrar o profeta Moíses:

    "Não se levantou mais em Israel profeta comparável a Moisés, com quem o Senhor conversava face a face". Dt 34,10.

    Senhor, eu quero estar face a face contigo, Ensina-me Senhor!

    Padre Jac, obrigada pela preciosa partilha, e informo que desejo continuar nessa caminhada.

    A paz de Cristo e o amor de Maria.

    ResponderEliminar
  2. "Desejando Vos procurarei, e procurando Vos desejarei; amando Vos encontrarei, e encontrando Vos amarei"
    Obrigada Pa. JAC
    Lindo este desabafo do coração
    Senti-me transportada pela Palavra,e as suas palavras.

    Que Deus nos ajude a seguir Caminho

    " Alarga o espaço da tua tenda, sem olhar a despesas, estende sem medo as cortinas das tuas moradas; alonga as cordas, reforça as estacas, porque vais expandir-te para a direita e para a esquerda: a tua descendência conquistará as nações e povoará as cidades abandonadas"

    Que linda promessa vamos confiar nela

    Dou graças a Deus por esta Caminhada, e vou continuar.

    Proponho que no dia 23 seja o último dia ou o 24 e que todos os caminhantes façam um texto de partilha dando testemunho desta experiência
    Abraço em Cristo.

    ResponderEliminar
  3. Pe.Jac
    Não tenho muitas palavras. Ficaram retidas na emoção ao desfiar aos poucos esta postagem. Encheu-me de alegria, matou a minha sede da Palavra, levou-me a erguer de novo as estacas da minha tenda e a po-la em pé. E agora reconfortada e alegre, faço-me ao caminho...
    Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo.
    Abraço em Cristo.

    Ps: Eu respondo à chamada. Seja feita a vontade de Deus.

    ResponderEliminar
  4. "E agora, Senhor meu Deus, ensinai ao meu coração aonde e como hei-de buscar-Vos, aonde e como poderei encontrar-Vos."

    "porque sem Vós nada podemos"

    Obrigada!!!
    obrigada, Pe. Jac, pela enorme emoção que senti ao rezar contigo, com Santo Anselmo.

    Obrigada por me reforçares que a Misericórdia de Deus não me abandonará.


    E obrigada por desbloqueares o caminho desta esta caminhada :)

    (E bora lá continuar a caminhar pelo Natal)

    Forte abraço em Cristo

    ResponderEliminar
  5. Caro amigo Padre José António

    Parei um pouco, orei e meditei e a Sua presença fez-se sentir.

    Obrigado por esta reflexão.

    Na semana que antecede o Natal estarei por aqui, comentarei nos blogues dos caminhantes, sentindo-me um deles, mas não me comprometo com um texto nesses dias, embora já tenha um na forja para colocar.

    Se assim quiserem, e acharem bem, (é um Conto de Natal como todos os anos escrevo), poderei fazer parte da caminhada colocando-o na Quarta feira próxima.

    Um abraço muito amigo em Cristo para todas e para todos

    ResponderEliminar
  6. Pe JAC,

    obrigada. Dou Graças a Deus por estas caminhada em que fazemos... E obrigada mais uma vez por esta partilha, tão linda, que nos enche de ânimo. Acho muito importante que continuemos mesmo que seja para escrever um pequeno texto ou só algumas palavras...Tudo tem um propósito e sinto muito forte em meu coração tantas alegrias desde o dia que conheci a todos vocÊs e começamos a caminhar em nome de Cristo!. Estou também superando alguns obstáculos para escrever, postar alguns texto pois estou viajando mas não quero deixar nem um segundo de continuar e sei que os obstáculos devem ser superados. Contem comigo. Preciso só saber o dia certo que postarei.

    abraços fraternos,

    Gisele

    ResponderEliminar
  7. Pe. Jac,
    Um momento espiritualmente muito belo que nos deixou para continuarmos a prepararmo-nos interiormente para receber o Senhor, que está próximo.
    "Desejando Vos procurarei, e procurando Vos desejarei; amando Vos encontrarei, e encontrando Vos amarei."
    Sublime.
    Muito obrigada.
    Abraço em Cristo.
    Ailime

    ResponderEliminar
  8. Alegremo-nos no Senhor, que fez o céu e a terra!

    Não conhecia nada de santo Anselmo e gostei muito, obrigada por nos ter trazido tão grande santo; continuarei a caminhar, agradeço indicações sobre como o fazer e em que dia.
    Abraço fraterno

    ResponderEliminar
  9. «Não temas, porque não serás confundida, não te envergonhes, porque não serás humilhada. »
    ...
    «O Senhor ama sempre com amor eterno. A sua misericórdia faz com que o que aparentemente era morte se mude em vida. Na sociedade actual, no nosso mundo, toca-nos descobrir esse amor de Deus para com os outros, fazendo-nos instrumentos de misericórdia e de solicitude.
    Este é o nosso Deus, revelado em Jesus Cristo, o Deus que quer acampar na nossa história, na nossa vida, no nosso coração.»
    Ámen.

    Só necessito saber ao certo, o dia que me é destinado para continuar a caminhar.
    Oremos então e vigiemos...

    Abraço
    Mer

    ResponderEliminar
  10. Belo texto, para ser lido e reflectivo no silencio.

    E a esperança voltará.
    "Ainda que sejam abaladas as montanhas e vacilem as colinas, a minha misericórdia não te abandonará.

    Boa caminhada.

    ResponderEliminar
  11. Sim, por mim continuamos neste último tempo... Por favor avise qual é o meu próximo dia!

    Beijinho
    Sónia

    ResponderEliminar

Fidelidade (Great Is Thy Faithfulness)

A fidelidade do Senhor permanece para sempre!