1 de outubro de 2011

Onde estão os nossos frutos?

A liturgia do XXVII domingo do tempo comum põe-nos a pensar na nossa vida, com rectidão e seriedade. Trata-se de um esforço por percebermos como é que estamos a viver...
Tratados com mil cuidados por Deus, tal com escutamos na descrição feita pelo poeta-profeta, que frutos produzimos na nossa vida? Deus não nos condena, em circunstância nenhuma, mas deseja e espera de todos frutos de paz, justiça, bondade, fidelidade, mansidão e compreensão. Que cada um meta a mão à consciencia... Há caminho à nossa frente para arrepiarmos, corajosos!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Alma que espera...

A esperança é sempre uma boa aposta se for esperança em Deus. Ele é que é a fonte da esperança e Ele não desilude! Eu confio...