21 de dezembro de 2013

No limiar do silêncio! Poema no IV domingo do advento





Maria recebe a anunciação
de um anjo descido dos céus.
Da Palavra guardada no coração
se faz serva, Mãe de Deus.

José, o homem justo, aprecia
a Palavra que pelo sonho vem.
Não receia receber Maria
e o fruto bendito e gerado também.

No limiar do silêncio, acolher
a Palavra viva a nascer:
Eis o tempo para o essencial!

Saiba cada um apreciar
Deus Presente que se quer dar
na eternidade do Natal.



Pe. JAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...