25 de dezembro de 2013

O Natal é muito simples!



O Natal é tão simples que até as crianças o compreendem. Bom, se calhar só as crianças é que compreendem de verdade o mistério do Natal, que é o mesmo que dizer: se não formos como as crianças não o compreenderemos. Assim como o Reino de Deus só se abre a quem for criança!
"Eu te bendigo, ó Pai, porque escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste aos pequeninos", diz Jesus no evangelho. Sim, Deus esconde das mentes iluminadas o brilho refulgente do Natal, para o revelar e mostrar aos pequenos e aos pobres, aos pastores, aos agricultores, aos trabalhadores. Aos da periferia, diz, recorrentemente o Papa Francisco. 
O sinal de Deus é sempre a simplicidade, assim como é na brisa suave que Ele melhor revela a Sua glória.
O Natal é mistério de pobreza!
E porque é que fizemos dele um tempo de negócio e de consumo?
O Natal é mistério de simplicidade!
E nós, porque fizemos dele o tempo da confusão, da correria e da vertigem?
O Natal é mistério da alegria!
Estamos dispostos a vivê-la em cada dia?

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...