25 de janeiro de 2014

Resposta de amor. Poema(s) no III domingo comum




Resposta de amor!

Quando Jesus chegou a Cafarnaum
Começou a tocar no coração de cada um.
O escuro das trevas esvaneceu
Com a Luz da salvação que apareceu.

Com o Seu jeito particular
A todos começou a desafiar:
Arrependimento para chegar a salvação
E entrega para ser rosto da missão.

Chamou André e o irmão Simão
Chamou Tiago e o seu irmão João.
E todos com surpreendente coragem
Partiram, livres, para a grande viagem.

Feitos discípulos de Jesus,
Com Ele caminharam pelo mundo,
Anunciaram a Boa Nova de Deus,
Libertaram pessoas de sofrimento profundo.

Quando é que nós vamos ter coragem
De fazer esta viagem?
Quando ouviremos Jesus que nos chama
E responderemos como quem ama?




À tua luz, me converter!

Chamados ao caminho,
Não a estágio.
Assim chama Jesus,
Caminho, verdade, vida e luz!

Ao caminho chamados,
No caminho deixados,
Para o caminho enviados:
Eis a missão dos discípulos!

É na nossa vida quotidiana,
No meio da pesca e da faina,
Que Deus se antecipa e nos chama
Porque primeiramente nos ama!

Jesus vem ter connosco
Antes mesmo de sermos bons!

Deus de surpresas!

Vem para alargar os nossos horizontes mesquinhos
Vem para nos colocar em todos os caminhos
Onde há corações cheios de escuro e de noite!

Deus vê em nós tesouros sepultados,
Vê sementes de bem a amadurecer.
Vem, Senhor, chama-me e ama-me
Para, à tua luz, me converter.


Pe. JAC

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...