16 de novembro de 2014

Dom Primeiro! Poema no XXXIII domingo




És um tesouro do Senhor,
a ti Ele dá talentos e amor.
Põe os talentos render
e faz o amor crescer!

Está na tua mão
Dar-lhes vida com o coração.
Não enterres os dons debaixo do chão,
e não te sentes em cima deles no chão...

É em ti que Deus quer existir,
dom supremo, na frágil carne.
Dá-te, sem reservas, todo inteiro.

No silêncio, não deixes de O ouvir
espera, confiado, que te chame:
Ele é que é mesmo o Dom Primeiro.



Pe. JAC

Procurar: a condição crente!

A procura da vontade de Deus necessita de mediações humanas e, sobretudo, de mediadores humanos: de mestres , isto é, pessoas capaze...