17 de janeiro de 2017

esperança que crê e ama

Nos momentos mais felizes como nos momentos mais profundos, mesmo quando são de sofrimento, imaginamos uma esperança que crê e que ama: a esperança de quem se sente amado, querido, apoiado no quotidiano, num crescendo de sentido, de alegria, de operosidade construtiva, que vai para além de todos os limites. Esta é a esperança que vem de Deus?

Carta aos que procuram Deus, Conferência Episcopal Italiana, 2009

Procurar: a condição crente!

A procura da vontade de Deus necessita de mediações humanas e, sobretudo, de mediadores humanos: de mestres , isto é, pessoas capaze...