25 de setembro de 2008

Novo Reitor consagra-se a Nossa Senhora de Fátima


Terminada a celebração da Eucaristia e a entrada ao serviço do Santuário de Fátima, impunha-se este breve momento na capelinha das Aparições, o coração deste lugar sagrado.

A partir de 1917, para aqui convergiram muitos milhões de peregrinos que, em Nossa Senhora de Fátima têm uma intercessora privilegiada junto de Deus. A graça deste lugar consiste em não deixar ninguém insensível aos apelos de conversão como caminho para a paz pessoal, familiar e universal.

Neste dia em que, o Bispo de Leiria-Fátima, me conferiu a missão de coordenar a vida deste Santuário, venho como peregrino à Capelinha das Aparições para entregar nas mãos de Maria todas as actividades e projectos futuros.

Aos peregrinos peço a oração por este Santuário e por todos os que nele trabalham, a começar pela equipa sacerdotal que o serve: a fim de que todos sejamos fiéis à mensagem aqui proclamada e generosamente nos dediquemos à causa da sua difusão.

Conscientes de que a mensagem de Nossa Senhora é profundamente evangélica, peçamos a Deus que nos ajude a proclamar aqui de forma abundante a Boa Nova da salvação a todos os povos da terra, pois de todas as latitudes eles acorrem, como as multidões acorriam para ver Jesus. Aqui Maria faz-nos ver Jesus.

Nossa Senhora do Rosário de Fátima

Em 1917, aparecestes neste lugar a três humildes crianças, Lúcia, Jacinta e Francisco,

para falar de paz, de amor e de luz.

Pedistes que aqui se construísse uma capela, ao que o povo respondeu apresssado.

Pedistes que se rezasse o terço, como oração dos pobres,

para que os pecadores se convertessem,

a Igreja de vosso Filho brilhasse como sinal de salvação

e todos em vós encontrassem o aconchego procurado.

Nunca mais deixou de se elevar essa prece confiante neste lugar.

Pedistes que a vós se consagrasse o Mundo, que trilhava caminhos sem saída.

A Igreja Universal acolheu o vosso pedido e entregou-o o vós.

Desde esse tempo memorável,

a vossa imagem branca e a vossa pequena capela

tornaram-se sinal grande e luminoso

que apontam caminhos a percorrer,

em direcção a Deus, Trindade em quem acreditamos, que adoramos e amamos.

Neste dia tão especial, diante da vossa singela capela e da vossa branca imagem,

a vós nos consagramos.

Nas vossas mãos entregamos o vosso santuário,

A vós oferecemos todos os projectos e programas.

A vós suplicamos auxílio e protecção,

Para que seja difundida a vossa mensagem,

Para que triunfe o vosso coração imaculado,

Para que encontrem salvação os vossos peregrinos.

A vós consagramos todos os colaboradores:

Os sacerdotes, os assalariados, os voluntários,

Abençoai as nossas pessoas e todas as nossas acções. Ámen.


Capelinha das Aparições, 25 de Setembro de 2008


Pe. Virgílio do Nascimento Antunes

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...