27 de janeiro de 2009

Castelos



Faço castelos nos meus sonhos
Sou errante peregrino

Mas, quando abro os olhos
Caminho!

Vejo um mundo cintilante

Que corre em cada rio

E a natureza verdejante
Caia chuva, faça frio.


Vejo um mar imenso

Persistente, vai e vem

Naquela bravura e mansidão
Que só o mar tem.



inédito José António Carneiro

08/09/07


imagem tirada aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...