3 de março de 2009

Terça-feira da primeira semana da Quaresma




És o mestre da oração
Na intimidade da noite
E ao correr do dia.

És perito do silêncio
Não como ausência de palavras
Mas como presença na Presença do Pai.

És um despojado:
Até o Pai que é o mais Teu
Me dás de mãos abertas
Para que o chame de “paizinho”.

Nele posso confiar como Filho
Nele recebo a herança de primogénito e de herdeiro.

Limpa, Jesus, do meu coração
Qualquer ressentimento ou ódio.

Dá-me amnésia, não para que me esqueça de Ti,
Mas recordando-Te
Saiba esquecer as ofensas
E perdoar como Tu.

1 comentário:

  1. Bonita oração!
    Gostei de a rezar aqui.

    Bjs

    Fa
    (um misto do meu nome verdadeiro e música)

    ResponderEliminar

Semear e despertar a esperança!

Depois de muitos dias a ver aquela senhora a fazer aquilo o homem ganhou coragem e perguntou:  -Bom dia! Porque é que todos os dias ...