17 de junho de 2009

“Pequenos Cantores” cantaram e encantaram em Roma



Papa ouviu e abençoou grupo na Praça de São Pedro

Os “Pequenos Cantores de Amorim” chegaram a Portugal no passado domingo depois de 10 dias em que realizaram 8 apresentações públicas em Portugal e em Roma. O balanço é positivo, particularmente o da estadia na “Cidade Eterna”, onde cantaram e encantaram, merecendo o reconhecimento de quem os ouviu e a própria benção de Bento XVI, na audiência geral de quarta-feira.
Segundo o padre Guilherme Peixoto, «a vontade de regressar a Roma é enorme porque a meneira como nos receberam jamais sairá do nosso coração».
Encontros de coros, animações litúrgicas de Eucaristias e concertos foram os momentos em que o agrupamento musical formado há sete anos participou.
Em Roma, para onde partiram no dia 7, marcaram presença num encontro de coros na igreja de Santo Inácio, na terça-feira, dia 9. Com eles, estiveram grupos dos Estados Unidos, da Rússia e da Alemanha.
Passada a primeira actuação o grupo esteve na quarta-feira, na Praça de São Pedro, na audiência papal, naquele que foi, segundo o sacerdote, «um dos momentos especiais». Recorde-se que nesse encontro Bento XVI dirigiu uma saudação e bênção ao grupo português.
No Panteão de Roma, animaram a Eucaristia Vespertina do Corpo de Deus, presidida pelo monsenhor António Tedesco, destinada aos peregrinos de língua alemã e que «terminou com uma enorme salva de palmas para o coro» por parte dos presentes, como destaca o sacerdote, pároco de Amorim e Laundos.
Outro dos momentos altos desta viagem aconteceu no dia do “Corpo de Deus”, no qual, em plena Basílica São Pedro o grupo animou a Eucaristia. O padre Guilherme Peixoto conta que a igreja “sede” do Catolicismo deixou os “pequenos cantores” «completamente deslumbrados». E, no final, para manifestar o devido apreço pela qualidade da execução musical do grupo português, as pessoas que celebraram Eucaristia, «por duas vezes fizeram questão de aplaudir», conta o sacerdote.
A estadia em Roma foi finalizada com “chave de ouro” ,a sexta-feira, dia, num concerto em que «cada música era aplaudida como se fosse a última». Na Igreja do Instituto de Santo António dos Portugueses, o grupo apresentou-se com o tema “Pequenos Cantores de Amorim, 7 anos a levar e a louvar a Deus”. Este concerto destinou-se a ajudar a Associazione Dufashanye (Órfãos do Burundi), associação com sede em Roma.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...