21 de julho de 2009

Persistência infinda




Ondas vão, ondas vêem:
Não se cansarão?

Numa infinidade eterna
Percorrem seu destino
Sua vida.

A sua persistência é hoje
Exemplo para nós
Que tão pouco persistentes!


inédito José António Carneiro
2003

1 comentário:

  1. Olá...
    Continue nessa persistência que alcançará o que tanto deseja.
    Eu rezo para isso!
    Um abraço...

    ResponderEliminar

Semear e despertar a esperança!

Depois de muitos dias a ver aquela senhora a fazer aquilo o homem ganhou coragem e perguntou:  -Bom dia! Porque é que todos os dias ...