7 de setembro de 2009

Bendita Mãe, Senhora Minha



Bendita Mãe, Senhora Minha
a teus pés rendido e quebrado
procuro alento e esperança
procuro luz, força e guarida:
reconnheço o que sou, ainda que com nuvens,
envergonhado, sinto-me vergado (mas, lamento!)
pelo peso da minha fragilidade
- é forte e grande a minha fragilidade.

Por isso, em tua casa, Senhora de Fátima,
venho pedir-te a graça, a ternura,
a companhia e a sabedoria;

Venho pedir-te a alegria
e a tua capacidade de servir:

Abençoa-me Senhora;
Aconchega-me em teu peito.

Junto da Mãe sempre me sinto bem.

inédito JAC
01.09.2009

Na Capelinha das Aparições, em Fátima, no VI Simpósio do Clero

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...