21 de setembro de 2009

Fado de Deus


Triste fado é este que cantamos
de mãos atadas e presas à dor.
Fado triste é este que elevamos
sem o transformarmos em amor.

Muda sina várias vezes carregamos
sem espreitar o claro alvor
mas juntos, na certeza, entoamos
o mais belo hino ao amor.

Vem e acolhe-nos com ternura
Senhor Nosso Deus, a Vós confiados
na força e segurança do teu braço.

E segura-nos sempre com brandura
já que em Cristo fomos resgatados
na Cruz, o oblativo gesto do abraço.

4. 08. 2009

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...