30 de setembro de 2009

O fim de um ciclo

Hoje fecha-se um ciclo na minha vida.
Durante dois anos, estive a trabalhar, como jornalista, no Diário do Minho. Concomitantemente assumi colaborações na Oficina de S. José, em Braga, e nas paróquias da Sé Primaz e de S. João de Souto.


Termina hoje esta fase, aguardando, serenamente, nova missão, que passará pelo trabalho numa paróquia da Aquidiocese.


Aqui, quero deixar o meu sentido agradecimento a quantos, ao longo destes dois anos, privaram comigo.


Foi um tempo de crescimento, de enriquecimento pessoal, que não seria possível sem a ajuda de tanta gente amiga.


Fica a certeza da presença neste espaço, o espaço onde, de alguma forma abro o coração e a alma.


A missão obriga a estarmos sempre disponíveis. Servir Cristo e a Igreja é o que me move.


Obrigado a todos.
Até breve

6 comentários:

  1. Olá! Que esse trabalho seja o que esperava, é o que lhe desejo de coração. Espero que continue a partilhar connosco as coisas boas e menos boas, é sempre bom estarmos juntos.
    Felicidades!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  2. Coração e alma
    Cristo e Igreja

    Como diferencias estes conceitos?

    Espero que te tenham feito uma grande festarola no jornal....e nas oficinas!!

    Eu acho que a missão nao deve obrigar....mas sim ser voluntária.

    Não vais escrever mais??...Os novos poemas....
    **
    Desejo que tenhas dias felizes,e noites tambem.

    Não vais para muito longe.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Zita e Margarida

    Não sei ainda para onde vou, sei que vou - e que o vejo no meu caminho - (diria num poema).
    Um dias desses explico-te as diferenças, Margarida.

    A missão missão é dada por Creisto, por intermédio da Igreja. Com S. Paulo digo "Ai de mim se não anunciar o Evangelho".

    Claro que vou continuar a escrever. Mais se puder.

    obrigado pelas vossas amizades

    ResponderEliminar
  4. Obrigada, Zé António, pela partilha de tanto ser e saber ao longo de um ano de Missão!
    Continuamos unidos na oração e na paixão de anunciar e de testemunhar o Amor de Deus ao mundo!
    Abraço amigo,
    E.P.

    ResponderEliminar
  5. na seixta feira ouvi esta notiçia e tive pena ,
    mas as coisas são mesmo assim e de certeza a tua nova missão vai ser tão enrequecedora ou mais do que é esta ,
    da minha parte quero te desejar boa sorte na tua nova caminhada , e quando fores ordenado padre não te esqueças de avisar que eu quero ir a tua 1-º missa ,,
    deus te guie nesta nova jornada .

    beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Obrigado Bete e Teresa pela força.

    Prometo continuar a rezar por vós, e por todos, e espero também as vossas orações por mim, nesta nova fase/missão da vida.

    até breve

    ResponderEliminar

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...