20 de outubro de 2009

Estrelas




Para o mundo ser mais belo
quero fazer brilhar estrelas na noite,
acender faróis no negrume,
levar luz onde há trevas.


Acender a estrela do olhar
e mais um pouco de luz dar
ao pequeno coração
que ninguém dá atenção.


Acender a estrela de escutar
e a todos poder levar
um pouco mais de calor,
de ânimo, ternura e amor.


Acender a estrela do falar
palavras para inebriar
que espalhem alegria
aos que vivem na agonia.


Acender a estrela de servir
para todos fazer sorrir
com mãos que trabalhem
e vontades que auxiliem.


Acender a estrela de viver
que nos leve percorrer
nos impele a anunciar
e nos empurre a proclamar.


Quero estrelas acender
que ajudem a guiar
a humanidade toda junta
ao Deus que só sabe amar.


inédito JAC
2007

1 comentário:

  1. É muito bonito este poema, obrigada por mais um momento de partilha: Beleza, olhar, escutar, falar, servir, viver e amar. Que mais é preciso! Ler este poema e uma estrela acender...
    Um abraço.

    ResponderEliminar

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...