8 de outubro de 2009

Vita brevis



A vida é como o rio que passa
Corre tão velozmente
Às vezes nem sei se passa
Corre depressa, infelizmente.

Sou um homem, mais um homem
Que percorre o seu caminho
Vivo a vida como dom
Que me foi atribuído.

Há quem não quer viver a vida
E só quer espalhar horror;
A vida é como o ressoar dum hino
Na tonalidade da dor.

Corre, corre, vida corre
Corre muito depressa
A vida é apenas dor
E dor que nunca cessa.

Coitada de ti, ó vida,
Que vives impaciente
À espera que teus filhos
Voltem de novo a ser gente! …

inédito JAC
2004

Valoriza os teus talentos! Não os enterres, nem congeles, não guardes só para ti!

O Evangelho está cheio de uma teologia simples, a teologia da semente, do fermento, de inícios que devem florescer. Cabe-nos a nós o ...