14 de novembro de 2009

Faz-me esperar, Senhor





Faz-me, Senhor, esperar
O teu sonho para este mundo.
Faz-me confiar nos teus projectos e planos
E não andar encantado e encandeado
Com as luzes que o mundo quer fazer brilhar
Mais que a Tua própria luz.


Tu queres uma humanidade feliz.


Por vezes a humanidade
Parece não querer ser feliz.


Mas, no meio dos dramas que vemos
No meio de tantas dores lancinantes
Que cortam a alma
Dá-nos a coragem e a esperança
Que nos faz entender (ou pelo menos tentar)
A transformação que operas no mundo.


Do mundo velho que habitamos
Queres construir um mundo novo.


Esse é o teu sonho.
E queres-nos comprometidos nessa construção.


Queres-nos envolvidos nesses projectos
Por meio de uma vida sensata, humilde,
Entregue e dada,
Capaz de olhar aqueles que mais sofrem
Que são vítimas de calamidades
Maiores ou menores que sejam.


Queres-nos atentos e vigilantes
Aos sinais que o mundo vai dando
Para que vejamos neles
O renascer e o ressurgir
De algo novo, maravilhoso.


A tua chegada.

JAC
14.11.09

Valoriza os teus talentos! Não os enterres, nem congeles, não guardes só para ti!

O Evangelho está cheio de uma teologia simples, a teologia da semente, do fermento, de inícios que devem florescer. Cabe-nos a nós o ...