23 de dezembro de 2009

Ainda não é Natal



É Natal,
Ou talvez não,
Pois afinal,
O povo que viu a luz,
Ainda está na escuridão.


É Natal,
Mas não em lar muito farto
Dos que matam a esperança
Ou adiam o seu parto.


É Natal,
Mas não de Jesus,
Enquanto o egoísmo impedir
O amor de dar à luz


É Natal,
Mas não no hipermercado
Onde as compras e anúncios
Dispensam o Anunciado.


É Natal,
Mas não nas lojas e nas montras
Que adoram o Pai Natal
Como ídolo das compras.


É Natal,
Mas não nos bairros degradados
Em que nascem novos Cristos
Para serem crucificados.


Não é ainda Natal…
Mas basta um Francisco de Assis
Mostrar-nos Belém tal e qual
Para ser Noite Feliz.


Adaptado Isidro Lamelas

Valoriza os teus talentos! Não os enterres, nem congeles, não guardes só para ti!

O Evangelho está cheio de uma teologia simples, a teologia da semente, do fermento, de inícios que devem florescer. Cabe-nos a nós o ...