2 de junho de 2010

Sinto-me forte, Senhor


Sinto-me forte, Senhor
Não que o seja por mim
Mas porque Tu me dás a força.
Aliás, Tu és a força, o sustento
E o alimento,
A graça, o apoio
E o refúgio.

Sinto-me confirmado no caminho,
Sinto que tenho destino,
Que és meu destino.
Não retiras a minha liberdade,
Dás-lhe plenitude.
Não te sobrepões a mim,
Mas sugeres e propões.

É uma felicidade sentir-me assim:
Querido, amado, confirmado
Plenificado, transfigurado e ressuscitado.

Faz que me deixe abrir sempre
À tua presença sempre nova.

E quando as circunstâncias forem adversas
Lembra-me sempre
Que não há glória sem cruz
Nem vida sem morte.

E tudo terei!
Tudo serei em Ti
Porque és meu tudo
E sem ti não sou nada.



Na minha debilidade, fazes-me forte Senhor

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...