23 de agosto de 2011

Revendo a JMJ Madrid 2011!



Comecei a peregrinar no coração muito tempo antes de sair de Aveiro rumo a Córdoba e a Madrid com um belo grupo de 242 peregrinos.
Sei que todas as grandes viagens começam sempre por um pequeno passo.
Que grande pequeno passo dei quando aceitei aquele sussurro que chama, Daquele que ama e sempre me pede: “Segue-me”.
Fui a Córdoba e a Madrid de coração aberto. E saí muito mais cheio, mais pleno, mais Nele e mais com Ele!
Depois de Roma 2000, ainda seminarista, senti nesta experiência espiritual que é a JMJ a oportunidade de confirmar a certeza de um Deus que é Jovem, alegre e nos quer para sermos felizes e alegres, porque é Ele a nossa alegria e o nosso enlevo. Agora como jovem padre, sinto confirmada essa presença constante e discreta, silenciosa mas sempre reveladora de Deus que está comigo e connosco até ao fim dos tempos!
É tão bom ser peregrino! Caminhando, sulcando o terreno, poeirento ou lamacento. Suportando e superando quatro ventos ou mesmo quatro sóis ou quatro tempestades. Sentindo as fraquezas, as debilidades, os cansaços, as dores, o sofrimento, mas também a alegria, o entusiasmo, a esperança – aquela que não existe para que tudo corra bem no final, mas para que no final as coisas façam sentido. Isso é a esperança cristã!

Terminou, por assim dizer, a propedêutica da JMJ Madrid 2011. Agora a jornada da vida continua com a certeza de que estou mais enraizado em Cristo e mais firme na fé! E com uma outra grande certeza que completa e complementa o meu coração: nesta peregrinação da vida não estou sozinho, tenho tantos e tantos que peregrinam lado a lado comigo, com os seus ritmos e passos, com os seus tempos e os seus modos. Mas somos sempre um, Naquele que nos une.

Agora Ele conta mais connosco, para sermos mais e melhores, mais firmes e mais fortes. Podemos contagiar a tantos. Podemos ser semente lançada ao campo do mundo para fazer frutificar e florir tantos dons bons que temos no coração e pintar o mundo com as tonalidades de Deus!

 

Agora, amigos, os que estiveram comigo no autocarro Ovos Moles, todos os peregrinos de Aveiro inscritos pelo SDPJV e não só, e todos os milhares e milhares que se uniram para formar a JUVENTUDE DO PAPA, continuamos o trilho do peregrino… rumo ao Rio, que é como que diz rumo a Cristo, a fonte de água viva, Aquele caudal refrescante que dá sentido à nossa vida.

 

Obrigado a Deus e ao Seu Filho nosso Irmão, Jesus Cristo. Continua a ser a meta, o norte e o horizonte certo do meu/nosso caminho!

Pe. JAC


Refulgir a Luz. [João Baptista]

João Batista é “a voz que clama no deserto, que “aplaina o caminho do Senhor”. Ele foi enviado por Deus como precursor e como “testemun...