22 de dezembro de 2012

Senhora da visitação. Poema no IV domingo do advento




Corres ligeira,
Senhora nossa,
Mãe e medianeira
E ensinas-nos a passar das palavras
À Palavra feita carne.

Corres com atenção,
Maria de Nazaré,
Senhora da visitação
E mostras em obras de amor
Aquele que já mora em Teu coração.

Corres com solicitude,
Virgem Maria,
Para nos ensinar a virtude:
A Deus é preciso assentir
E ao próximo visitar e servir.

Senhora que visitas
Pois já foste visitada,
Desde sempre preservada
És feliz e bem-aventurada:
Tu o primeiro sacrário da terra
A albergar o Deus que vem
Ajuda-nos a acolher o Teu Filho
E, por Ele, acolhe-nos também.


Pe. JAC

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...