22 de dezembro de 2012

Dar vida ao mundo! Um poema para o IV domingo do advento




Eis que a serva do Senhor
Acolhe e reconhece o Amor
Dom para ser partilhado,
Sentido e anunciado...
Transformou a palavra em acção
E partiu com Deus no coração.

O amor sobre cada um derramado
É o sinal do Deus entranhado
Na fragilidade pronta a gerar
Na pureza digna de amar.

A alegria de dar a vida ao mundo
É o concretizar mais profundo
Do milagre do amor;
Um Deus que nasce pequeno
Humilde e frágil,
Humano e divinal:
Ele é o Natal!



Pe. JAC

Refulgir a Luz. [João Baptista]

João Batista é “a voz que clama no deserto, que “aplaina o caminho do Senhor”. Ele foi enviado por Deus como precursor e como “testemun...