16 de fevereiro de 2013

Tu renuncias? Poema no I Domingo da Quaresma





Renúncia!
Sim! Eu renuncio...
Eis o plano e a palavra da Quaresma.
Eis o caminho para a minha Quaresma.

Jesus dá o mote, desde o princípio,
No deserto, ante a tentação
Diante do tentador...
Dá-nos o exemplo
Para fazer de Deus, em todo o tempo,
A prioridade maior,
Primazia à Palavra do Senhor!

Sim! Renunciar!
O Santo Padre também dá exemplo!
E cumpre plenamente o dito anterior:
"Sou humilde servo!"
"Sou um pobre trabalhador da vinha do Senhor".

Sim! Esta Quaresma é tempo de renunciar!
Não é fugir ou evadir-se,
Escapar ou deixar...
É em tudo confiar no Deus que é Amor

Renunciar à riqueza material,
Ao poder vazio de sentido...
Renunciar ao espectacular atractivo,
À razão só racional.
Ser rico de sentimento
E à Palavra dar todo o assentimento.

Renunciar é mais que palavra de ordem,
É a inteireza da mensagem.
Arrisca renunciar
E conseguirás ao Amor chegar

E tu?
A que renuncias na tua Quaresma?

(Um "poema" sem o ser bem! Mas é o que sinto, olhando para estes acontecimentos e para este tempo quaresmal e para o evangelho deste domingo). Um abençoado domingo para todos!


Pe. JAC

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...