2 de outubro de 2014

Três anos na Paróquia de Nossa Senhora da Glória








Há três anos servindo a comunidade paroquial de Nossa Senhora da Glória. Faz hoje três anos que, na missa das 12h, na Catedral Aveirense, me apresentava à comunidade cristã ali reunida.
Depois de ter estado quase dois anos a servir, primeiro como diácono, depois como presbítero, nove comunidades paroquiais, na unidade pastoral de Águeda, o então bispo de Aveiro D. António Francisco dos Santos nomeava-me vigário paroquial de Nossa Senhora da Glória-Sé de Aveiro. 
Vim ajudado pela graça de Deus, a mesma que continua a conduzir-me, cada dia, para ser sempre transparência de Deus para todos. Com as minhas forças e fraquezas!
Louvo o Senhor pela Sua Providência e Bondade.
Rezo à Senhora da Glória, minha padroeira, que continue sempre à minha beira!




Releio o decreto das nomeações:
Nomeações ao Serviço do Povo de Deus

Recordo o que nos diz a Exortação Apostólica, “Dar-vos-ei Pastores”, citada no texto do nosso II Sínodo Diocesano: “Os presbíteros «chamados ao serviço do Povo de Deus, como prudentes cooperadores da ordem episcopal, constituem com o Bispo um único presbitério ou corpo sacerdotal, embora diversificado nas suas funções. Em comunhão com o Bispo, santificam e dirigem a porção da grei do Senhor que lhes foi confiada, tornam visível nesse lugar a Igreja universal, e dão o seu contributo eficaz para a edificação de todo o corpo de Cristo. O ministério do presbítero tem uma radical forma comunitária e só pode ser assumido como forma colectiva» (cf. PDV 17). Cada sacerdote, seja diocesano ou religioso, está unido aos outros membros deste presbitério, na base do sacramento da Ordem, por particulares vínculos de caridade apostólica, de ministério e de fraternidade” (cf. II Sínodo de Aveiro, pág. 55 e 56).

Atento ao bem maior do serviço do Povo de Deus, tendo em conta o dom inestimável do ministério ordenado para a vida da nossa Igreja diocesana, neste caminho pastoral rumo ao Jubileu Diocesano em que celebramos setenta e cinco anos da restauração da Diocese, e reconhecendo a renovada disponibilidade e permanente generosidade manifestadas por todos, Hei por Bem nomear:

(...)
- P.e José António Ribeiro de Lima Carneiro, Vigário Paroquial de Nossa Senhora da Glória – Sé, no Arciprestado de Aveiro;
(...)
António Francisco dos Santos
Bispo de Aveiro



Pe. JAC

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...