27 de outubro de 2017

Halloween. Uma festa católica!?




No último dia de Outubro, um pouco por todo o mundo, festeja-se o “Halloween”, cujo nome resulta da contração de “All Hallows' Evening”, que significa literalmente “Vigília de Todos os Santos”. Esta Vigília manteve-se na tradição católica até à reforma litúrgica do Concílio Vaticano II. 
Trata-se de uma festa que teve início entre os católicos irlandeses que, nas vésperas da Vigília de Todos os Santos, se vestiam com símbolos pagãos para “gozarem” e ridicularizarem os antigos costumes do paganismo.

O Halloween é, pois, a cristianização de um festival pagão, de origem Celta, que se chamava “Samhain”. Portanto, o fantasiar-se de monstro ou de bruxa pode até ter começado com os pagãos, mas no “Samhain”, não no “Halloween”. Os católicos adotaram esse costume mudando a finalidade: manifestar a supremacia de Cristo sobre todas as coisas.

Pergunta essencial: será que as festas de Halloween dos nossos dias, massificadas e globalizadas pela cultura americana, muitas até realizadas nos nossos espaços pastorais, ainda mantêm esta finalidade?

Missão é partir

“Missão é partir, caminhar, deixar tudo, sair de si, quebrar a crosta do egoísmo que nos fecha no nosso Eu.  É parar de dar volta a...