31 de janeiro de 2009

Paulo de Tarso, quem és tu?(3)

Faculdade de Teologia de Braga
vai ter licenciatura canónica

Na sessão de encerramento da XVII Semana de Estudos Teológicos, o director-adjunto da Faculdade de Teologia, depois de agradecer aos parceiros da organização, especialmente à Comissão Cultural do Auditório Vita pela cedência do espaço, deu a conhecer novos projectos da instituição de ensino superior, concretamente a criação de uma licenciatura canónica em Teologia Pastoral.
«Este é um dos contributos que a Faculdade de Teologia oferece para a celebração do Ano Paulino», disse João Duque, completando que outras iniciativas podem entretanto surgir.
Desde já, a próxima edição dos “Diálogos Transversais” será subordinada a São Paulo, com o tema “As fontes do Cristianismo”, na qual sete docentes da UCP orientarão outros tantos encontros, entre Março e Junho.
Para um futuro próximo, talvez no próximo ano lectivo, João Duque deu a conhecer que a Faculdade de Teologia vai ter uma licenciatura canónica (em Portugal designa-se curso de doutoramento) em Teologia Pastoral.
Com ela, os interessados poderão aprofundar os estudos teológicos sem sair de Braga. «Este curso servirá para um trabalho de investigação e de intervenção no contexto dos novos contextos pastorais, sobretudo no contexto bracarense», disse João Duque.
Ainda na linha da tão badalada formação permanente, João Duque salientou a experiência positiva que tem sido o curso de actualização (reciclagem) em Teologia, no qual estão a participar cerca de 20 padres da Arquidiocese de Braga. Em breve, tem início o segundo semestre.

Gratidão do Arcebispo à Faculdade de Teologia
Por seu lado, D. Jorge Ortiga expressou a sua gratidão à direcção da Faculdade de Teologia pela escolha de Paulo para tema da semana de estudos em todos os centros da UCP.
Depois, fazendo a ligação com o programa do triénio pastoral arquidiocesano, concretamente com os denominados “Encontros com São Paulo”, o Arcebispo Primaz revelou satisfação porque «cerca de três mil pessoas, todos os meses, participam nesta iniciativa».
Como pedido, D. Jorge Ortiga destacou a necessidade de suscitar cooperadores, continuando a chamar e a potenciar as vocações. «Temos nas nossas comunidades muitas pessoas talentosas e carismáticas e é importante acolhê-las, promovê-las e estimulá-las», afirmou.
Neste sentido e finalizando, o prelado chamou a atenção para a necessidade de dar formação aos agentes de pastoral, se possível em rede de paróquias.

Sem comentários:

Enviar um comentário

A Deus o que é de Deus!

De Deus é a terra é tudo o que ela contém, de Deus é o homem, aquele homem que é como um sopro que passa, mas que também é um pouco infe...