17 de abril de 2009

Vida nova no Mosteiro de Tibães em Braga



Novas inquilinas do mosteiro chegam amanhã a Braga
Missionárias Donum Dei dão
vida nova ao Mosteiro de Tibães


Chegam amanhã a Braga três missionárias Trabalhadoras da Imaculada, da Família Missionária Donum Dei, que terão por incumbência a gestão de um restaurante e de uma hospedaria que ficará localizada no Mosteiro de Tibães. A confirmação foi dada pelo Arcebispo de Braga, principal responsável pela vinda das missionárias para Braga, que, nos últimos tempos, acertou com a superiora das Trabalhadoras da Imaculada e com a direcção do mosteiro os detalhes para a permanência das leigas missionárias, na casa-mãe da Ordem Beneditina em Portugal.
Segundo D. Jorge Ortiga, amanhã à tarde chegam três das cinco missionárias que vão dar vida nova ao mosteiro com a abertura de um restaurante e de uma hospedaria nas instalações localizadas em Tibães. Nos próximos dias chegam as restantes.
O novo espaço hoteleiro, constituído por nove quartos (hospedaria) e uma sala de jantar (restaurante), deverá, segundo o prelado, abrir portas a 11 de Julho, dia litúrgico de São Bento, e poderá designar-se, ao que tudo indica, “Hospedaria Tibães”.
Mas, o projecto de abrir uma hospedaria e restaurante no espaço do secular mosteiro não é para já. Antes disso, as religiosas vão ter um período inicial de adaptação para aprender a falar português e para conhecer mais a fundo a cultura, concretamente os hábitos alimentares e a tradição gastronómica.
Neste período, até Julho, as missionárias ficarão instaladas no Centro Cultural e Pastoral da Arquidiocese de Braga.

Virgens leigas, carmelitas que vivem em comunidade
As Trabalhadoras Missionárias da Imaculada, pertencentes à mais alargada Família Donum Dei, foram fundadas pelo padre Marcel Roussel-Galle, em Saint Denis, nos subúrbios do Norte de Paris, pouco depois da Segunda Guerra Mundial. O carisma do fundador sentia-se atraído pela evangelização dos jovens, particularmente dos que estavam espiritualmente abandonados.
Estas missionárias são virgens leigas, carmelitas no mundo e vivem em comunidade prescindindo de barreiras de raças e culturas. Por norma, partem em obediência e pobreza, para qualquer lugar que sejam convidadas, levando ao mundo evangelizado ou não evangelizado a luz de Cristo por meio do trabalho quotidiano.
Segundo o espírito de Santa Teresa do Menino Jesus, do Carmelo e de São Francisco de Sales, com o exemplo de Santa Joana d’Arc, as Trabalhadoras Missionárias empregam-se temporariamente e depois definitivamente a seguir Cristo, oferecendo-se ao amor misericordioso de Deus, por meio da profissão religiosa da Ordem Terceira Carmelita.
Para santificar o mundo do trabalho e da família e para evangelizar, estas missionárias trabalham em restaurantes, chamados “Eau Vive”.
Actualmente, a Família Missionária Donum Dei está dividida em 40 grupos locais e estão presentes nos cinco continentes.

1 comentário:

  1. Muito obrigada pelas suas informações sobre Tibães..
    Cumprimentos
    Noémia
    Guia_intérprete

    ResponderEliminar

Semear e despertar a esperança!

Depois de muitos dias a ver aquela senhora a fazer aquilo o homem ganhou coragem e perguntou:  -Bom dia! Porque é que todos os dias ...