7 de maio de 2009

Consagração à Mãe




Ó Santa Mãe, Senhora de Fátima
E teus pés, prostrado e caído por terra
Venho agradecer-Te a tua protecção maternal.

Tu velas por mim
Como Mãe atenta e solícita,
Por mim que tanto preciso.

Mas aqui, no altar do mundo
Venho também reconhecer a minha miséria
O quão pecador sou.

Peço, Senhora, que inclines sempre o Teu olhar
Que não me tires da vista
E que a todo o momento me chames à verdade.

Que eu saiba, como Tu, ser discípulo de Cristo
Que guarda a Palavra
Que a torna acção na vida concreta;
Que saiba anunciar,
Transmitir o Evangelho.
Que me sinta Igreja, corpo de Cristo,
Do Teu Filho e Filho de Deus.

A Ele também me entrego
E nEle, com Ele e por Ele,
Entregar-me a Ti,
Consagrar-me de todo o coração,
Com todas minhas as forças e por inteiro.

O Maria Virgine, Mater Dei, ora pro nobis.
Totus tuus.

inédito José António Carneiro

6 comentários:

  1. Olá, amigo Jac.
    Obrigada por mais esta partilha. Ao lê-lo e rezá-lo, senti-me singularmente embalada no colo da Mãe, Aquela a quem diariamente me confio!

    Um abraço amigo,
    E. Puga

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Elisabete pelo comentário. De facto nas mãos da Mãe estamos sempre em segurança.

    até logo

    ResponderEliminar
  3. Que bonita oração!

    Se nos acolhermos nas mãos da Mãe estamos em segurança.

    Obrigada pela partilha tão bela.

    Bjins

    ResponderEliminar
  4. Em boa hora vim visitar-te. Gostei de consagrar-me agora e aqui, obrigada :)

    Abraço em Cristo e Maria.

    Malu

    ResponderEliminar
  5. Muito bonita esta oração de Consagração. Consagrar-se a Maria e ser discípulo como ela. Ele é Mãe. Sempre!

    Gostamos deste blog

    Abraço em Cristo

    ResponderEliminar
  6. Olá!

    Queria deixar dois sites aqui para você dar uma olhada...

    www.teologiadocorpo.com.br

    modaemodestia.wordpress.com

    obrigada

    Julie Maria

    ResponderEliminar

Semear e despertar a esperança!

Depois de muitos dias a ver aquela senhora a fazer aquilo o homem ganhou coragem e perguntou:  -Bom dia! Porque é que todos os dias ...