7 de maio de 2009

Consagração à Mãe




Ó Santa Mãe, Senhora de Fátima
E teus pés, prostrado e caído por terra
Venho agradecer-Te a tua protecção maternal.

Tu velas por mim
Como Mãe atenta e solícita,
Por mim que tanto preciso.

Mas aqui, no altar do mundo
Venho também reconhecer a minha miséria
O quão pecador sou.

Peço, Senhora, que inclines sempre o Teu olhar
Que não me tires da vista
E que a todo o momento me chames à verdade.

Que eu saiba, como Tu, ser discípulo de Cristo
Que guarda a Palavra
Que a torna acção na vida concreta;
Que saiba anunciar,
Transmitir o Evangelho.
Que me sinta Igreja, corpo de Cristo,
Do Teu Filho e Filho de Deus.

A Ele também me entrego
E nEle, com Ele e por Ele,
Entregar-me a Ti,
Consagrar-me de todo o coração,
Com todas minhas as forças e por inteiro.

O Maria Virgine, Mater Dei, ora pro nobis.
Totus tuus.

inédito José António Carneiro

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...