26 de junho de 2009

Tu sabes tudo, bem sabes que Te amo



Confortas-me, Senhor, com a tua Palavra.
Reconfortas-me sempre que caio.
Estendes a mão e tiras-me do lamaçal
Dás-me alento e esperança.

Peço perdão por tantas quedas
Tantas desilusões que causo.
Reconheço-me fraco e limitado.

Diante desta minha condição,
Tu te manifestas ressuscitado.

Agradeço a tua compreensão, o teu amor,
A tua confiança e a tua pedagogia,
O teu modo de estar e o teu jeito de ser.

Quero corresponder ao chamamento de amor
E ao seguimento.

Quero seguir-Te amando-Te mais do que tudo,
Sem reservas, sem planos ,só confiando.

Que eu saiba só amar e dizer
“Tu sabes tudo, bem sabes que te amo”.

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...