23 de fevereiro de 2010

O que me falta?


Senhor,
que me falta ainda
para Te seguir de verdade?



Ensinas-me a absolutizar o teu Reino
E a relativizar as coisas supérfluas.


Tanta coisa me impede de Te seguir:
Diz-me sempre o que tenho de deixar.


Quero seguir-te de verdade e com verdade.


A recompensa por isso?

Não importa!
Bastas-me Tu,
O teu amor.


Cf. Mt 19, 16-30
JAC

4 comentários:

  1. A mim falta-me deixar de achar que tudo obedece à razão, que tudo se calcula e encaixa de modo perfeito no(s) ciclo(s) da ciência...
    Falta permitir-me só sentir e Acreditar que n'Ele tudo é possível e que o Amor é Tudo.

    Há declarações que qualquer um gostava de receber... mas destas só a Um se destinam.

    Força.

    ResponderEliminar
  2. Olá Zé António!

    Obrigada por mais esta partilha... hoje, de uma forma especial, ajudou-me a rezar...

    Abraço amigo,

    E.P.

    ResponderEliminar
  3. Olá Zé Tó:
    Li estas suas palavras e, conforme ia lendo, elas trasportavam-se para mim...
    Este seu poema é lindo...
    Que o Senhor nos ajude no Caminho da Fé... da Esperança... e da Caridade...
    Este, é o Caminho certo que nos leva até Deus...
    Obrigada pela partilha!
    Paz... e Luz...
    Manuela

    ResponderEliminar
  4. Zé Tó
    Nem sei o que me falta e a ignorancia só nEle pode ter luz.
    Que o Espirito Santo nos ilumine
    Utilia

    ResponderEliminar

Alma que espera...

A esperança é sempre uma boa aposta se for esperança em Deus. Ele é que é a fonte da esperança e Ele não desilude! Eu confio...