24 de agosto de 2010

Oração Sacerdotal

Pai Santo,
revela a tua glória através de mim
e faz que eu a manifeste aos outros,
para que todos tenham vida em Ti,
a vida eterna que és Tu.


Pai,
deixa que eu realize a tua obra
que leve aos outros o teu amor,
gratuito, dado, oferecido e supremo;
Que os outros se abram ao teu amor,
que não o aprisionem, não lhe coloquem barreiras
porque o amor é tanto mais Amor
quanto mais universal.


O que tenho, ó Pai, vem-me de Ti
e como tal não é meu,
senão presente para repartir e partilhar.
Faz-me despreendido do que me deste
e a todos faça chegar a boa nova do teu amor.


Todos os tesouros vêm de Ti,
nascem das tuas fontes de vida e felicidade.
Tudo o que tenho é teu
e, por obra da tua graça e amor,
o que é teu é meu,
como herdeiro dos teus dons.
Tu és o tesouro, a pérola, a riqueza.
Eu sou o vaso, frágil e quebradiço,
onde Te guardo.
Que eu continue assim,
mas que, em momento nenhum,
quebre e perca o tesouro.


Rogo-te por todos aqueles que me dás
para servir e amar.
Servir é a forma que Tu tens de amar;
e assim quero ser.


Rogo por todos os homens e mulheres
que colocas na minha vida:
faz que os acolha como filhos teus, irmãos meus,
como oportunidade de crescermos juntos
e caminharmos para Ti.


Que não exclua,
que não separe,
que não faça mais que abençoar e abraçar;
Levar a palavra certa, no momento certo.
Que não me canse de fazer o bem
ainda que, muitas vezes, faça o mal que não quero
e deixe de fazer o bem que quero.


Rogo por todos para que sejam teus e como Tu
para que Te busquem de coração sincero.
Consagra-os e santifica-os,
permite que sejam imagem e semelhança tua
que não se cansem de correr em direcção a Ti.


Rogo pelo mundo,
para que não tenha fronteiras nem barreiras;
para que seja lugar de convivência fraterna e amiga,
para que seja irmandade, que não aniquila as diferenças
mas que cresça e caminhe de mãos dadas rumo à felicidade.


Tu és a felicidade.
Tu és a vida.
Cristo, o teu filho, o Caminho que leva a Ti.


Dá força para o percorrermos e seguirmos
com coragem e audácia
sem medos nem receios.
Assim Te alcançaremos.
Assim seremos dos teus,
dos eleitos, dos dilectos, dos filhos.


E Tu serás sempre  o Pai de Amor,
sempre pronto a abraçar, afagar e a beijar
cada um dos que criaste por amor
e que pelo mesmo amor queres salvar.


Pe. JAC

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...