23 de fevereiro de 2013

No Tabor. Poema no segundo domingo da Quaresma







Sobem convidados pelo Mestre
Para o monte onde se vai rezar.
Eis que muda o aspecto e a veste
E não entendem o que se está a passar.

Mais convidados aparecem
Naquela experiência transcendente
Moisés e Elias também merecem
Entrar na luz forte e refulgente.

Como é bom e belo aquele momento!
O desejo é eternizar o tempo
E Pedro já não quer dali sair...

Aquele rosto de Jesus transfigurado
O Filho dilecto muito amado
Dito pela voz do céu que se faz ouvir.


Pe. JAC

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...