26 de dezembro de 2008

Colóquio na FacFil a 16 e 17 de Outubro de 2009

Faculdade de Filosofia vai homenagear
antigos mestres da Escola de Braga

Texto: José António Carneiro
Foto: Avelino Lima

A Faculdade de Filosofia (FacFil) vai homenagear os antigos mestres ligados à escola de pensamento de Braga com a realização do colóquio “A Escola de Braga e a Formação Humanística – Tradição e Inovação”. A iniciativa agendada para os dias 16 e 17 de Outubro de 2009 é organizada pelo Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos da FacFil e pela Associação dos Antigos Alunos Faculdade de Filosofia de Braga (AAAFFB) da Universidade Católica Portuguesa (UCP).
Na conferência de imprensa realizada ontem, o coordenador da comissão organizadora, José Gama, afirmou que o objectivo central do colóquio passa por «responder à necessidade urgente de repensar e aprofundar o sentido do humanismo» presente na formação transmitida pela FacFil desde a sua fundação em 1947.
Este objectivo desdobra-se em mais dois: por um lado, contribuir para a reflexão e discussão pública sobre a «actual situação que se vive em Portugal» ao nível da «desvalorização da formação humanística e filosófica nas escolas» e, por outro, prestar «uma merecida homenagem a todos os mestres das Escola de Braga».
Em relação à «progressiva desvalorização das humanidades no quadro da formação em geral» os organizadores destacam que a filosofia constitui «uma parte decisiva na formação da personalidade das pessoas e dos cidadãos».
No texto de apresentação do colóquio refere-se que «a Escola de Braga tem um significado muito preciso, dentro do panorama do pensamento português desde meados do século XX» e está «identificada com a Faculdade de Filosofia».
Para a iniciativa, a organização conta, para já, com dez conferencistas para outras tantas conferências. Assim, estão já previstas intervenções de Roque Cabral, Amadeu Torres, Margarida Miranda, Pedro Calafate, Ricardo Vélez Rodríguez, Manuel Ferreira Patrício, António Braz Teixeira, Acílio Rocha, Mário Garcia e Augusto Hortal.
Os temas a apresentar são, respectivamente, “A matriz inspiradora da Escola de Braga”, “A Escola de Braga e os estudos literários”, “A Escola de Braga na tradição humanística”, “A Escola de Braga na tradição humanística portuguesa”, “A Escola de Braga no contexto do pensamento filosófico português contemporâneo”, “A Escola de Braga no contexto do pensamento filosófico luso-brasileiro”, “A Escola de Braga no contexto do pensamento pedagógico português contemporâneo”, “A Escola de Braga e a renovação filosófica contemporânea em Portugal”, “A Escola de Braga e os seus mestres em Filosofia”, “A Escola de Braga e os seus mestres em Humanidades” e “A Escola de Braga e a importância da formação humanística na Europa do futuro”.
A comissão científica é composta por docentes da UCP, da Universidade do Minho (UM), da Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa, Universidade de Évora, Universidade de Aveiro, Universidade Nova de Lisboa, Universidade Lusíada, Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro e Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Brasil).
Da comissão de honra fazem parte o Arcebispo Primaz, o Reitor da UCP, o Reitor da UM, o Provincial da Companhia de Jesus, o Director da FacFil, o presidente da Câmara Municipal e o governador civil de Braga, a Associação Industrial do Minho, a Associação Comercial de Braga, o presidente da AAAFFB e ainda os docentes Roque Cabral e Manuel Moraes.

Recepção de comunicações
Para já, até ao dia 10 de Março, a comissão organizadora tem abertas as inscrições para a apresentação de comunicações sobre os tópicos relacionados com a Escola de Braga nas áreas de: Filosofia: metafísica/teodiceia, ética, psicologia e ciências; Humanidades: literatura e cultura clássicas, literatura e cultura portuguesas; Pedagogia e intervenção profissional; Memória dos Mestres – estudos e testemunhos: António Durão, Paulo Durão, Cassiano Abranches, Diamantino Martins, Júlio Fragata, J. Bacelar e Oliveira, João Mendes, António Freire, Vitorino de Sousa Alves, A. Soares Pinheiro, Manuel Simões e Lúcio Craveiro da Silva.
Os resumos destas comunicações deverão ser enviados para escoladebraga@braga.ucp.pt.

Matriz para outras associações
O presidente AAAFFB aproveitou a conferência para apontar algumas iniciativas e anseios da associação. Antes de mais, José Guedes deseja que todos os antigos alunos que passaram pela FacFil sejam amigos da instituição. Além disso, apontou os esforços que estão a fazer com a reitoria da “Católica” para a constituição de uma Associação de Antigos Alunos da universidade.
«Queremos ser a matriz de outras associações de antigos alunos», frisou José Guedes destacando algumas iniciativas para este ano lectivo, concretamente, a actualização da página da associação na internet e a angariação de novos sócios.

Descobrir o essencial!

Diante do Senhor que vem, reconhecemos que os nossos caminhos não são os seus (cf. Is 55, 9) e somos impelidos a converter-nos, a mud...