4 de outubro de 2012

Diário da Missão Jubilar. Da Vocação à Missão – Amar a Deus é servir



 

Diário da Missão Jubilar 14

Sempre foi claro, como objetivo presente em cada ano, no espírito de todos nós e no horizonte de uma esperança fundada, a prioridade a dar à dinamização vocacional.

Coloco no centro das nossas intenções de oração e do nosso caminho de missão esta mesma prioridade pastoral que assumi desde a primeira hora, olhando o nosso Seminário e Pré-Seminário e as várias Comunidades Religiosas, Institutos e formas de consagração presentes na Diocese. Confio a Deus, com particular alegria e fundado júbilo, os seminaristas da nossa Diocese e todos os jovens que sentem o apelo do Senhor e se decidem a seguir o Mestre, com confiança e generosidade.

Espero que da Missão Jubilar surjam frutos abundantes de novas vocações (...)
 
A abrir este belo caminho da Missão, quero deixar uma palavra de particular incentivo e comunhão aos sacerdotes, dedicados, generosos e imprescindíveis colaboradores em toda a Missão. É com todos vós, irmãos sacerdotes, que quero caminhar em Missão Jubilar. (...)
Connosco estão os diáconos permanentes, a viverem a alegria do ministério ordenado a que foram chamados (...)

Temos a alegria de ter, em todos os Arciprestados, Comunidades Religiosas e é significativa a presença e a diversidade dos carismas de consagração secular. (...)
Somos uma Diocese jovem no tempo e na presença de milhares de jovens cristãos, desde a Universidade, às Escolas, às Famílias, às Comunidades e aos Movimentos, que sente este crescer da vida e da fé em tantos sinais de esperança e de dinamismo pastoral que à juventude se devem. Vós sois, em tempo de Missão Jubilar, mensageiros ativos da alegria da juventude e da firmeza da fé que vos habita.

As crianças de hoje são os herdeiros do amanhã e é também para eles e com eles, nas famílias, nas catequeses e nas escolas que queremos celebrar e viver a Missão Jubilar. No vosso encanto queremos ler o brilho do olhar de Deus sobre a nossa terra. Na vossa alegria aprenderemos o fascínio da Missão que tomareis nas mãos como um belo sonho de criança que vai comandar as vossas vidas para sempre.

Confio esta Missão ao desvelo, à oração e ao carinho dos doentes, dos idosos e de todos os que sofrem. Vós sois alavancas do mundo e convosco descobrimos valores preciosos que nos ajudam a dar sentido à vida e valor à missão.

Não esqueço aqueles que nesta hora difícil de crise económica e de precariedade de trabalho sentem mais provações e vivem a braços com situações de pobreza. Queremos caminhar com todos vós em Missão, que aqui se faz experiência de partilha e vivência mais sentida de fraternidade. Também aqui se cumpre o lema da nossa Diocese: Amar a Deus é servir.

(...)
 
Somos «Barco» que se faz ao largo, sem medo e de amarras soltas. Somos «âncora» de horas firmes e «farol» de esperança para navegar em alto mar. Somos «luz» e «sal», à boa maneira do Evangelho de Jesus e utilizando a linguagem tão própria das gentes da Ria e do Mar. Somos peregrinos em busca de Deus e mensageiros das bem-aventuranças nas terras de Aveiro.
 
da Mensagem de D. António Francisco
 
Pe. JAC 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Fidelidade (Great Is Thy Faithfulness)

A fidelidade do Senhor permanece para sempre!